Governador de MT se desculpa por não concluir obras da Copa e VLT


silvalSilval Barbosa (PMDB) lamentou situação do metrô de superfície em Cuiabá.
Obra foi licitada por R$ 1,477 bilhão para ser entregue em março deste ano.

Por Renê Dióz – Do G1 MT

O governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), pediu desculpas nesta terça-feira (17) por não ter conseguido concluir dentro do prazo estabelecido obras prometidas para a Copa do Mundo, como a implantação do metrô de superfície Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá. O novo sistema de transporte coletivo havia sido lançado em 2011 pelo governo estadual para atender à mobilidade urbana durante o evento da Fifa neste ano e foi licitado por mais de R$ 1,477 bilhão. É a maior licitação já realizada em Mato Grosso e a obra mais cara da Copa na capital.

Em março, o fracasso na execução dos trabalhos dentro do prazo contratual já havia forçado a Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) a admitir que o novo sistema só deveria ser usado a partir de 2015. Entretanto, somente nesta terça-feira – dia do segundo jogo do torneio da Fifa em Cuiabá, o empate de 1 a 1 entre Rússia e Coréia do Sul – o governador se viu na condição de pedir desculpas pelos transtornos causados por obras não conclusas, fazendo referência ao VLT. Ele havia acabado de receber o vice-primeiro-ministro russo Arkady Dvorkovich em visita oficial e, antes de tocar no assunto das obras, falava à imprensa que se sentia agradecido pela receptividade que os cuiabanos têm proporcionado aos visitantes estrangeiros.

“A forma amável que o povo cuiabano e mato-grossense tem demonstrado aos nossos turistas é uma coisa impressionante. Quero agradecer e pedir desculpa pelos transtornos que nós tivemos, de não poder ter entregado todas as obras. A vontade nossa era, assim como todo cidadão, estar andando de VLT hoje. Fugiu do nosso cronograma, mas vamos entregar, vamos fazer o possível para entregar”, declarou o governador.

Por conta do atraso nas obras do VLT, avenidas de Cuiabá e Várzea Grande (cidade da região metropolitana) atualmente se apresentam com os canteiros centrais demolidos ou com restrições de trânsito devido não só à abertura para instalação dos trilhos, mas por conta de obras de arte especiais inclusas no projeto, como viadutos e trincheiras. Até a ponte Júlio Müller, a principal ligação entre Cuiabá e sua cidade vizinha, está em obras.

vlt_nos_trilhos

Além de se desculpar por esses transtornos no trânsito local, o governador fez uma breve avaliação das condições de Cuiabá para receber o evento da Fifa e do que o governo efetivamente conseguiu prover em termos de estrutura. O pacote de 56 obras prometido pelo governo não foi concluído nem pela metade – situação recorrente em outras cidades-sede da Copa no país.

“A avaliação que eu faço é positiva. Dentro das dificuldades que nós tivemos, nós conseguimos cumprir o que é a receptividade das pessoas, o aeroporto operando e a Arena – uma das mais bonitas do Brasil, disparado uma das mais bonitas do mundo. É lógico que nós não conseguimos realizar todas as obras”, admitiu o governador, ponderando que o estado foi “ousado” ao se comprometer com a entrega de tantos projetos.

De qualquer maneira, Silval assegurou que o governo está comprometido com o prosseguimento das obras do VLT. “Nós vamos entregar. Nós não paramos nem vamos parar a obra”, insistiu, fazendo questão também de afirmar que os esforços empreendidos pelo governo em prol da Copa do Mundo trarão reflexos positivos para o turismo local e para os investimentos estrangeiros em Mato Grosso. “Tenho certeza que fizemos a diferença”, declarou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s