Peritos de São Paulo avaliam fim de dupla em condução de trens em MS


 ALL -  Monocondução

Há pelo menos 7 anos, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de Mato Grosso do Sul e a empresa ALL (América Latina Logística) disputam na Justiça a polêmica implantação da monocondução de trens no Estado. Nesta segunda-feira (14), peritos paulistas se reúnem com trabalhadores na sede da empresa em Campo Grande.

De um lado, a empresa quer implantar a monocondução dos trens, que compreende a presença apenas do maquinista sem ajudante na condução da composição férrea. Do outro, está o sindicato que rejeita a condição e já ingressou até uma ação civil pública para garantir a presença de duas pessoas no comando dos trens.

Para mais uma queda de braço entre sindicato e empresa, uma equipe de peritos da 1ª Vara do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de Bauru se reúne com funcionários da ALL na tarde de hoje. O objetivo do grupo é entrevistar os operadores das composições que operam da Capital até Três Lagoas, distante 338 quilômetros da Capital.

De acordo com o presidente do sindicato, Evanildo Silva, os peritos vêm ao Estado depois de um novo pedido da empresa à Justiça com objetivo de derrubar a liminar que garante aos trabalhadores o direito de continuar com duas pessoas na conduções dos trens.

“Essa situação existe desde 2007 quando entramos com uma ação civil pública no MPE e depois ganhamos na Justiça contra a empresa. Nosso entendimento é contra a monocondunção porque ela traz prejuízo ao trabalhador por questões de saúde e segurança, tanto dos maquinistas quanto de terceiros”, explica Evanildo.

Além da equipe de peritos, o encontro deve contar com representantes do sindicato e também da ALL na seda da empresa, situada na BR-163, no rodoanel da Capital.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da empresa em razão da reclamação do sindicato sobre os problemas que podem ocorrer se a monocondução for implantada em Mato Grosso do Sul e aguarda retorno.

Aliny Mary Dias | Jornal Campo Grande News

Anúncios

Um comentário sobre “Peritos de São Paulo avaliam fim de dupla em condução de trens em MS

  1. Adriano T Guimarães disse:

    SEM O CO-PILOTO A COISA FICA PERIGOSA, AINDA MAIS COM TRILHOS SEM MUITA MANUTENÇÃO, ONDE A CARGA NÃO RECLAMA, O MAQUINISTA O SEGURO PAGA….MAIS A VIDA NÃO TEM PREÇO QUE O SEGURO POSSA PAGAR…E QUANDO TIVERMOS O TREM DE PASSAGEIRO CIRCULANDO….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s