Trecho SP-MS recebe 15 propostas


linha ferroviáriaO trecho ferroviário Estrela D’Oeste (SP) – Dourados (MS), que representa um total de 659 quilômetros recebeu 15 propostas para realização de estudos de viabilidade, segundo a Folhapress.

Segundo a agência, 19 empresas pediram ao governo para fazer os estudos da construção de seis trechos de ferrovias no país, que somam 4,6 mil quilômetros.

Essas ferrovias fazem parte do programa de concessões de ferrovias que o governo lançou em 2012, mas que até agora não teve nenhum dos 12 trechos propostos concedido.

No modelo anterior, o governo estava escolhendo uma empresa para fazer os estudos de viabilidade de todas as ferrovias. Mas, como a proposta não teve muita aceitação, o modelo foi modificado.

Agora, o governo abre a possibilidade de qualquer companhia apresentar os estudos e faz um concurso para escolher a melhor proposta. Dessa melhor proposta é feito o projeto e a concorrência. A empresa vencedora do estudo é remunerada por quem ganhar a disputa para construir a ferrovia.

De acordo com nota do Ministério dos Transportes, a maioria dos grupos pediu para fazer os estudos de mais de uma ferrovia. A ideia é que os estudos sejam entregues entre seis e oito meses após a liberação que ocorrerá na próxima semana.

Só em 2015 o governo escolher os vencedores e iniciar o processo de concessão. Como as obras devem demorar 5 anos, as novas ferrovias só estarão concluídas em 2020.

O trecho que atraiu maior interesse das empresas foi a ligação de 990 quilômetros entre Sinop (MT) e Miritituba (PA), com 16 propostas. A chamada ferrovia da Soja não estava inicialmente no programa de concessões do governo e foi incluído por um pedido de um grupo de empresas do setor de alimentação (Amaggi, Bunge, Cargill e Louis Dreyfus) com a empresa de projetos EDLP, que já havia chegado à conclusão que esse é o melhor caminho para o escoamento da soja do Centro-oeste para a Ásia e a Europa.

Quantidade de propostas para os outros trechos:
Açailândia/MA – Barcarena/PA (457 quilômetros): 14 propostas
Anápolis/GO – Corinto/MG (775 quilômetros): 11 propostas
Belo Horizonte/MG – Guanambi/BA (845 quilômetros): 10 propostas
Estrela D’Oeste/SP – Dourados/MS (659 quilômetros): 15 propostas
Sapezal/MT – Porto Velho/RO (950 quilômetros): 15 propostas

Correio do Estado

Anúncios

Um comentário sobre “Trecho SP-MS recebe 15 propostas

  1. Adriano T Guimarães disse:

    OS CHINESES VEM AI….OS QUE ESTÃO NO MERCADO NÃO PERDERAM TEMPO, QUEM ESTÁ COM CACIFE PARA BANCAR AS FERROVIAS, SÃO OS ASIÁTICOS, JÁ QUE A EUROPA NEM TIO SAM, ESTÃO ERGUENDO AGORA O ESTRAGO QUE OS CASSINOS FINANCEIROS QUE ELES ENTRARAM EM 2008,SENDO QUE OS CHINESES QUEREM ROTA PARA O PACÍFICO… ENQUANTO OS EUROPEUS PEGANDO O PORTO DE BARCARENA NO PARÁ… POR HIDROVIA, PELO RIO MADEIRA-RO ATÉ O RIO AMAZONAS……PENSAR PROFESSORES(AS)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s