Transnordestina: Operários mantém a greve e 450 podem ser demitidos


Transnordestina

A greve já dura cerca de seis dias e foi deflagrada porque a empresa responsável se nega a negociar

Em assembleia geral realizada na manhã desta segunda-feira (18) os trabalhadores da obra da ferrovia Transnordestina nos trechos entre os municípios de Itaueira e Canto do Buriti decidiram manter a paralisação dos trabalhos.

A greve já dura cerca de seis dias e foi deflagrada porque a empresa responsável se nega a negociar 17 itens de uma pauta de reivindicações apresentada pelo Sintepav-PI, o sindicato dos trabalhadores. Dentre estes itens estão questões ligadas aos salários e também de saúde.

Segundo Romeu Gomes, diretor do Sintepav-PI que se encontra desde a semana passada na região tentando negociar com os representantes da empresa, pelo menos 90% dos trabalhadores estão de braços cruzados.

Romeu informa ainda que além de não negociar com os trabalhadores a empresa está promovendo uma onda de demissão. Cerca de 150 trabalhadores já foram mandados embora e outros 300 estariam em uma lista a ser divulgada nas próximas horas.

<

p style=”text-align:justify;”>180graus.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s