Alckmin pede que governo federal aprove trem intercidades


Trem-Regional 3#noticiaferroviariaFernando Mellis, do R7

Nas últimas semanas, a campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) passou a mostrar os investimentos federais em obras de mobilidade urbana no Estado, usadas como vitrine eleitoral do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que disputa a reeleição. Questionado, na manhã desta quarta-feira (19), sobre a estratégia petista, o tucano disse que não se incomoda.

— Nós não temos nenhum problema, a gente até destaca [a participação do governo federal], porque nós queremos mais parcerias.

Porém, em uma questão que depende da União, Alckmin e o secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, dizem que estão “em uma luta”. O Estado quer que sejam liberadas as ferrovias federais por onde deverá passar o trem intercidades, um projeto dessa gestão, mas que já pode ser considerado promessa de um eventual segundo mandato.

Matéria relacionada: O Trem como solução para o Estado de São Paulo

O projeto é de um trem com velocidade média de 120 km/h que sairá de Americana, passará por Santa Bárbara, Sumaré, Hortolândia, Campinas, Valinhos, Vinhedo, Louveira, Jundiaí e chegará à capital paulista. O segundo trecho passará por cidades do ABC, Cubatão e vai terminar em Santos, no litoral. Em abril do ano passado, o governo estadual dizia que as obras poderiam começar este ano, caso a PPP (parceria público-privada) fosse concluída em outubro. O governador explicou a situação atual da proposta.

— Esse trem intercidades, está preparadinha a PPP. Nós dependemos do governo federal, porque nós precisamos da faixa da Rede Ferroviária Federal. Ali cabem cinco linhas. Então, tem duas da CPTM, que é o trem que vai até Jundiaí, ida e volta; tem o trem de carga; e cabem mais duas, que nós queremos o trem de média velocidade. Estamos em uma luta. A hora que eles [governo federal] disserem ‘concordamos’, nós lançamos o edital da PPP.

Obras do metrô

Nesta manhã, o governador, o secretário e o presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, vistoriaram as obras da estação Campo Belo, que vai integrar a linha 5-Lilas e o monotrilho da linha 17-Ouro. Alckmin negou que haja atraso nas construções, mas adiantou que novas estações nessas linhas serão inauguradas somente a partir de 2016 — a estação Adolfo Pinheiro, da linha 5, foi entregue no começo do ano.

Ao final da visita, ele afirmou que, com a conclusão de todas as obras em andamento, São Paulo terá uma malha de metrô e monotrilho de 104,2 km.

— Quero destacar aqui que nós estamos fazendo hoje o maior investimento [em transporte] sobre trilhos da América Latina: seis linhas de metrô simultâneas.

O governador ainda falou sobre a extensão da linha 9-Esmeralda da CPTM, que vai chegar até Varginha, na zona sul. Também está em construção a linha 13-Jade, que vai até o aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos.

Anúncios

3 comentários sobre “Alckmin pede que governo federal aprove trem intercidades

  1. O NOVO MODELO ACESSO A TODOS OS EMPREENDEDORES, É QUE ESTÁ PEGANDO,
    VAI TER QUE TER MUITO CONVERSA NO MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES, EIS A QUESTÃO, ONDE QUEREM INTRODUZIR O SISTEMA FRANCÊS, MAIS O SISTEMA INGLÊS E ALEMÃO SÃO OS MAIS EFICIENTES…É MOLE….NÃO É MOLE NÃO…PENSAR PROFESSORES(AS)

    Curtir

  2. AGORA SURGIU O AMERICANO, A EUROPA É MAIS EFICIENTE, O AMERICANO QUEREM DAR MAQUINAS VELHAS E VAGÕES DEPRECIADOS AOS EMPREENDEDORES DO SIMPLES, QUE TOCARIAM O SEU TREM ATÉ AS LINHAS DE PRIMEIRA CLASSE, ENGATANDO OS VAGÕES NÃO MUITO CATÓLICOS NOS VAGÕES DE PRIMEIRA CLASSE, COMPROMETENDO A SEGUNRANÇA JÁ QUE O TREM DE II CLASSE, 3 CLASSE E COOPERADOS, VÃO AGUENTAR A VELOCIDADE DOS TRENS NOVOS EIS A QUESTÃO, FAZENDO MANUTENÇÃO PRECÁRIA, COM GATOS PINGADOS TIPO BOM BRIL PAU PARA TODA OBRA…..NÃO SEI NÃO…..SUAS LINHA SERIA CURTAS, ATÉ 100 KM DAS LINHAS NOVAS, TERÃO VELOCIDADE DE 140 KM POR HORA, É MOLE, DIVIDINDO COM A DE PASSAGEIRO 170 KM A 150 POR HORA, DESASTRES ESPETACULARES A MODA CENTRAL DO BRASIL, NO TEMPO DE GETÚLIO…PENSAR PROFESSORES(AS)

    Curtir

  3. VAMOS VER SE O GOVERNADOR PRECISA FAZER ACORDO COM ALL E MRS QUE DETEM A CONCESSIONÁRIA A MODA ANTIGA, O TREM DE PASSAGEIRO DEPENDE DO GOVERNADOR DE SÃO PAULO, ENQUANTO A FERROVIA A MODA ANTIGA NÃO ACABE O CONTRATO VIGENTE, ENTÃO É IR EM FRENTE, COMO FAZ A RUMO, A BRADO, INDUSTRIAS QUE TEM VAGÕES E LOCOMOTIVAS PRÓPRIAS, POIS O GOVERNO FEDERAL ESTÁ ENRROLADO E O MERCADO ESQUISOFRÊNIO COM A CONCENTRAÇÃO DO EXECUTIVO CONCENTRANDO TUDO EM SUA MÃOS, AUMENTANDO A BUROCRACIA, POIS RESOLVER TUDO, A LENTIDÃO AINDA É MAIOR….
    POIS O SOCIAL VEM EM PRIMEIRO LUGAR, EIS A QUESTÃO….PENSAR PROFESSORES(AS)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s