Do trem a vapor ao megaveloz


No Reino Unido, a velocidade ferroviária chegou com o Eurostar, e, na Espanha, com o AVE, um ex emplo de luxo

Por Vivian Oswald | Agência O Globo

Ponte de arcos faz parte do trajeto do Al Andalus, na Espanha

Ponte de arcos faz parte do trajeto do Al Andalus, na Espanha

A história das ferrovias se mistura com capítulos importantes da história do Reino Unido. No início do século XIX, os ingleses criaram as primeiras locomotivas a vapor para transportar munições e carga. Em 1830, foi registrada a primeira ferrovia de que se tem notícia no mundo. A novidade mudou a cena do país, pavimentando as bases do desenvolvimento e da Revolução Industrial e acelerando como nunca o crescimento econômico. As transformações mudaram o modo como as pessoas viajavam e se comunicavam.

Nesses quase 200 anos, a malha tornou-se mais complexa. O sistema ferroviário britânico é operado por 28 companhias privadas. É possível viajar o Reino Unido de ponta a ponta, com direito a uma escapada à Irlanda do Norte. A opção pelo trem é confortável e barata, se o tíquete for comprado com antecedência.

De Londres saem centenas de trens de várias estações – são 2.500 no Reino Unido. Por sinal, duas delas já estiveram na lista das mais interessantes do mundo. A King’s Cross, aberta em 1852, com design de Lewis Cubbitt, foi totalmente reformada em 2012 e ganhou uma gigantesca estrutura metálica na ala oeste assinada por John McAslan. Outra referência da cidade, a estação de St. Pancras, de 1868, ficou conhecida como “a catedral das ferrovias”. É de lá que parte o Eurostar, que liga Londres a Paris (passando por Bruxelas, na Bélgica), atravessando o Canal da Mancha em túnel subterrâneo.

Luxo espanhol

Mestre da alta velocidade (AVE), por ter a maior rede da Europa (3.100 km), a Espanha também não deixa a desejar quando o assunto é glamour sobre trilhos: o Transcantábrico é considerado um dos trens mais luxuosos do mundo, e o Al Andalus, um palácio sobre trilhos.

Pensando no conforto e na rapidez, o AVE concorre com o avião. Os assentos são mais espaçosos, e as fileiras, separadas para que os passageiros possam esticar as pernas. Não há Wi-Fi nos vagões, mas há tomadas em todos os assentos da primeira classe e, em alguns trens, também na classe turística.

Os 300 trens de alta velocidade – em média, 300km/h – chegam a 80 cidades espanholas. O trajeto de Madri a Barcelona, por exemplo, pode durar de 2h30 a 3h10 conforme o número de paradas. De avião dura 55 minutos. No entanto, é preciso levar em consideração o tempo de deslocamento até o aeroporto e a necessidade de chegar com antecedência para o embarque. No caso do AVE, as estações não estão afastadas do centro e basta chegar dois minutos antes, que é quando fecham as portas dos vagões.

Uma passagem no fim de semana de Madri a Barcelona pode custar de 30 euros a 250 euros. A Renfe, principal operadora ferroviária da Espanha, permite a compra com até dois meses de antecedência. Mesmo que exista a possibilidade de comprar o bilhete na estação, sai mais barato pela internet (venta.renfe.com). A novidade lançada pela Renfe em julho é o vagão silencioso, a exemplo do que se vê na Suíça. Como o nome indica, nada de falar ao celular. Crianças com menos de 14 anos e cachorros não viajam nesse vagão, e a iluminação é mais suave que no restante do trem.

Durante a viagem, seja a bordo do Transcantábrico ou do Al Andalus, o passageiro vai provando a gastronomia local regada a vinhos também da região. Há conexão Wi-Fi a bordo, e a cada, no máximo, quatro horas, os trens fazem uma parada. (Com Priscila Guilayn, de Madri)

Pela Escócia

Opções: O Caledonian Sleeper parte de Euston, em Londres, à noite. O bilhete de primeira classe dispensa a noite de hotel. Braço do Orient-Express, a Belmond Royal Scotsman, é all inclusive, com refeições, bebidas e excursões. Os nove vagões com decoração eduardiana acomodam apenas 36 passageiros.

Irlanda do Norte: O Belfast Visitor Pass permite uso ilimitado de ônibus e trem para até três dias consecutivos.

Jornal O Tempo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s