Pontualidade de trens alemães de longa distância caiu 30% em dez anos


trens alemãesSomados os serviços regionais, ferrovia alemã computou quase 16 milhões de minutos de atraso em 2013. A empresa estatal, que opera 2,2 bilhões de viagens por ano, culpa mau tempo e desastres naturais.

Os atrasos dos trens rápidos da Deutsche Bahn (DB) têm aumentado nos últimos anos. Nas conexões de longa distância, o número de minutos de atraso cresceu cerca de 30% entre 2004 e 2013. Já no transporte regional, a pontualidade melhorou significativamente. A companhia que opera quase todo o serviço ferroviário na Alemanha apontou o mau tempo e os desastres naturais como os principais responsáveis pelas estatísticas negativas.

A pesquisa partiu de uma iniciativa da bancada parlamentar do partido A Esquerda, a qual requerera ao governo federal alemão uma análise da reforma ferroviária desde 1994. O ministro dos Transportes Alexander Dobrindt atendeu ao pedido com base em dados da própria empresa ferroviária, No entanto, estes só começaram a ser coletados a partir de 2004.

Naquele ano, a Deutsche Bahn somou cerca de 2,9 milhões de minutos de atraso, enquanto no ano passado foram alcançados exatos 3.787.237 minutos de atraso o equivalente a mais de sete anos. Um dos principais motivos teria sido a enchente do Rio Elba, que fechou por cinco meses a linha Berlim-Hannover. O valor quase bateu o recorde de 2010, quando, segundo a DB, o caos de inverno, com neve, gelo e temperaturas glaciais, assolou o país e impediu o perfeito funcionamento dos trens de alta velocidade.

2,2 bilhões de viagens por ano

O diretor executivo da empresa, Ulrich Homburg, ressalta que há outros fatores para explicar o alto índice de atrasos da DB. “Contra ataques deliberados ao tráfego ferroviário, pessoas nos trilhos, condições meteorológicas extremas e greves, só podemos agir até certo ponto.”

A greve deste ano, a maior em duas décadas, não entrou na estatística. Além disso, há alguns anos faltam trens, especialmente os do tipo ICE, de longa distância: enquanto as licenças de funcionamento para os novos levaram mais tempo para ser concedidas do que o planejado, os veículos mais antigos têm que ser submetidos a inspeções dos eixos mais frequentes, por motivos de segurança.

Já no transporte regional, houve uma melhora no quesito pontualidade no período em questão. Se em 2004 os atrasos somaram 15,3 milhões de minutos, em 2013 o valor caiu para 12 milhões, cerca de 20% a menos.

Somadas as conexões de longa distância e o serviço regional, portanto, a Deutsche Bahn registrou 15,8 milhões de minutos de atraso, apenas no ano passado. O número espanta, porém a empresa insiste que ele seja colocado em relação a uma outra grandeza: ela opera 2,2 bilhões de viagens de trem por ano, ou seja, 25 mil trens de passageiros usam o sistema ferroviário alemão por dia. Além disso, o desempenho tanto dos trens de longa distância como dos regionais teria aumentado nestes dez anos, respectivamente 13,8% e 14,9%

O POVO Online

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s