China tem 16 mil quilômetros de ferrovias de alta velocidade em operação


ferrovias-chinaA extensão de ferrovias de alta velocidade em operação na China superou os 16 mil quilômetros no final de 2014. Prevê-se que o valor irá chegar aos 18 mil neste ano. O país está reforçando a construção de ferrovias expressas entre as principais cidades próximas e pretende ligar as principais cidades e as dos arredores, através de meios de transporte que duram menos de duas horas.

O gerente-geral da Corporação de Ferrovias da China (CFC), Sheng Guangzu, afirmou ontem (29) que no ano passado, o setor ferroviário da China recebeu 808,8 bilhões de yuans (US$129 bilhões) de investimento em construção, sendo inaugurado um total superior a 8.400 quilômetros de ferrovias. O número marcou o recorde histórico. Até o momento, o país tem 112 mil quilômetros de ferrovias em funcionamento e a proporção de linhas de alta velocidade ultrapassou os 10%.

Atualmente, a rede ferroviária da China tem como enquadramento fundamental, quatro linhas na direção norte-sul e outras quatro na direção oeste-leste. O país, está ao mesmo tempo, a acelerar a entrada do país no mercado internacional, com destaque ao trem-bala.

Sheng Guangzu explicou que a CFC vai seguir a estratégia do “Cinturão Econômico da Rota da Seda” e “Rota da Seda Marítima do Século XXI” para explorar o mercado externo. no entanto, ele revelou, que para concretizar tal objetivo, é preciso aprimorar o mecanismo de coordenação entre as empresas chinesas, a fim de evitar concorrências irracionais no exterior.

“Devemos reforçar contatos entre as empresas chinesas e promover o estabelecimento de sistemas para o compartilhamento de informações e coordenação de trabalho, entre as entidades de pesquisa, desenho, empreitada, produção de equipamento e sinalização. Precisamos consoar os recursos internos e a demanda internacional para prevenir concorrências viciosas fora do país. Queremos que todos os aspectos da indústria aumentem a competitividade e tenham um desenvolvimento de benefício recíproco.”

O gerente-geral da CFC assinalou que hoje em dia, a introdução de novas tecnologias e a saída de empresas chinesas para o mercado estrangeiro estão tendo lugar ao mesmo tempo. As ferrovias da China têm vantagens de tecnologia avançada, alta segurança e fiabilidade e preços relativamente baixos. Estas também são os principais proveitos para a indústria chinesa no mercado estrangeiro.

O presidente chinês, Xi Jinping, e o premiê, Li Keqiang, reiteraram várias vezes a vontade e a importância de levar as ferrovias de trem-bala para o mercado internacional. O desejo da liderança do país, não corresponde apenas aos interesses integrais nacionais, como também oferece uma boa oportunidade para o desenvolvimento da própria CFC.

Sheng Guangzu realçou que a CFC vai continuar reforçando a execução de projetos em outros países e regiões.

“Vamos impulsionar a ligação ferroviária com os países vizinhos. Atualmente, temos os projetos prioritários das ferrovias China-Laus e China-Tailândia. Também vamos promover a construção, dentro do prazo previsto, das ferrovias Hungria-Sérvia, Moscou-Kazan, da Rússia, e Tanzânia-Zâmbia.”

China Radio International

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s