Projeto visa preservar a história da ferrovia


Por Gazeta de São João del-Rei

complexo-ferroviárioO projeto Educação Patrimonial na Ferrovia Oeste de Minas pretende levar 2,4 mil alunos da rede pública de ensino de São João del-Rei e região para visitas guiadas no Museu Ferroviário da cidade, que teve início em março de 2015. Os agendamentos são feitos pela equipe do projeto diretamente com as escolas interessadas.

A primeira edição do projeto patrimonial surgiu no ano de 2010 quando Célia Terçariol Vitral e o marido José Roberto Vitral (em memória) começaram fazendo visitação e encontros mensais com ex-ferroviários para trocarem conhecimentos e informações. No ano posterior, foi realizada uma exposição fotográfica sobre o assunto e desenvolvido um documentário. Em 2013, com a segunda edição do projeto, foi lançado outro documentário, chamado “O Trem das Águas Santas”, que no mesmo ano, foi exibido no aniversário de São João del-Rei. Vitral faleceu em agosto de 2014.

A partir de então, Célia decidiu dar continuidade ao trabalho do marido com o projeto Educação Patrimonial na Ferrovia Oeste de Minas que já havia sido aprovado. Desde o fim do ano passado, a idealizadora iniciou a captação de recursos.

Em março desse ano, 2015, Célia conseguiu colocar a terceira edição do projeto em prática. Primeiramente, foi realizado o agendamento das escolas. “Eu e minhas estagiárias fizemos o contato com as escolas, mas agora que temos o folder de divulgação, as escolas ligam pra nós para agendar a visita.”, comentou Célia.

Iniciativa que começou esse mês. Na última quinta-feira, dia 16, uma média de 60 alunos da Escola Estadual Osvaldo Lustosa compareceram ao Complexo Ferroviário e ontem, 17, seria a vez da Escola Betuel que levaria em torno de 55 alunos para a visita guiada.

Para mobilizar e desenvolver os alunos, estagiárias do projeto Educação Patrimonial na Ferrovia Oeste de Minas vão até as escolas e explicam sobre o tema da ferrovia. “Falamos como vai ser a visita, damos uma espécie de miniaula e passamos o documentário Trem das Águas Santas para que os alunos possam conhecer um pouco mais da história”, disse Jéssica de Carvalho lembrando que as visitas têm a duração de uma hora.

Um dos objetivos da ação é, além de promover a visitação, levar mais informações sobre a história da ferrovia da cidade e de Minas Gerais em si. Sobre a importância do projeto, a estagiária afirmou que a ferroviária faz parte da história do povo são-joanense. “Tentamos conscientizar os alunos. Não deixar que criem a ideia de que o que é público não é nosso. A partir do momento que entendem isso, eles começam a cuidar mais, não depredam e conscientizam”, disse Jéssica.

Alunos e escolas interessados em participar do projeto podem entrar em contato por meio dos telefones (0**32) 9981-2246 Célia e (0**32) 9802-6386 Jéssica, ou pela página do projeto na rede social. http://www.facebook.com/EFOMmemoriaehistoria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s