Apaixonado por ferrovias, idoso vai conhecer 3 continentes sobre trilhos


Na infância, Ademir Souza, de 71 anos, já morou em vagão com a família. Agente conta que já realizou 50 viagens de trem pelo Brasil e exterior.

Ademir Souza também já viajou de trem no Panamá (Foto: Ademir Souza/ Arquivo Pessoal)

Ademir Souza também já viajou de trem no Panamá (Foto: Ademir Souza)

Do G1 Ribeirão e Franca

“Eu sou um apaixonado por trens”, assim se define o agente de viagens Ademir Sebastião Pedro de Souza, que aos 71 anos de idade se prepara para realizar um dos maiores sonhos de sua vida: uma viagem de trem percorrendo três continentes. Serão 40 dias de viagem e o primeiro embarque acontecerá em Toronto, no Canadá.

A paixão pelas ferrovias nasceu quando Souza ainda era criança e morava com a família em Ribeirão Preto (SP). O pai era truqueiro, o responsável por operar o guincho para desviar os vagões. Por isso, acostumou-se a brincar sobre trilhos e estações ferroviárias. “As condições eram difíceis e meu pai fazia os brinquedinhos pra mim. Eram sempre réplicas de maria fumaça”, conta.

Entre 1949 e 1954, Souza chegou a morar com os pais e dois irmãos dentro de um vagão. Na época, era comum as empresas adaptarem os trens para moradia de funcionários. Os vagões – com cerca de 20 metros de extensão – recebiam mobiliário e até uma cozinha era montada, mas do lado de fora.

“Não era confortável, mas era muito divertido. Isso foi criando uma estrutura emocional que aflora em mim até hoje. É como se as minhas veias fossem trilhos”, disse o agente, que já realizou mais de 50 viagens por ferrovias brasileiras e estrangeiras. Um dos percursos mais marcantes, segundo ele, foi o realizado no Expresso do Oriente, na década de 1990.

Inaugurado no fim do século 19, o trem de luxo percorria um extenso trajeto de Paris a Istambul, passando por oito países. De tão famoso e disputado, tornou-se referência em um dos best-sellers da escritora britânica, Abatha Christie: Assassinato no Expresso do Oriente. “Esse trem era tão importante que na Bulgária o rei era maquinista. Eu chorava o tempo todo, não acreditava”, afirmou.

Nova viagem

Apaixonado

Ademir Souza em passeio de trem pela Suíça (Foto: Ademir Souza)

Em 31 de julho, Souza embarca para mais uma aventura, ao lado de um amigo. Os dois vão percorrer cerca de 20 mil quilômetros sobre trilhos na América do Norte, Ásia e Europa. A previsão é que a viagem só termine em setembro, depois que os dois tiverem passado por dez países.

“Há muito tempo alimento esse sonho”, comentou o agente de viagens, destacando que está ansioso por conhecer a Transiberiana. O percurso entre Pequim e Moscou deve durar 14 dias. “Essa é uma primeira etapa da viagem que estamos chamando de ‘volta ao mundo’. Na segunda etapa, ainda sem data, queremos atravessar Estados Unidos, Austrália e Oriente Médio”, revelou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s