Nova estação Água Branca será polo ferroviário


* Por Renato Lobo | Via Trolebus

Nas últimas décadas algumas estações eram consideradas grandes entrocamentos de linhas ferroviárias, como o caso da Luz, Brás e Barra Funda. Estas paradas além de integrar o sistema metroviário e os trens metropolitanos, chamados antigamente de “trens de subúrbio”, abrigavam os trens regionais com partidas em determinados horários. Porém todo mundo sabe o fim que levou estas ligações intercidades. Nos próximos anos um novo local promete ser o maior polo metroferroviário na cidade de São Paulo: A Estação Água Branca.

Estação_Água_BrancaIntegração com o Metrô

Atualmente a acanhada estação abriga apenas a Linha 7-Rubi da CPTM, que liga a Luz até Jundiaí, passando por Francisco Morato. Em um prazo de até 6 anos um novo ramal metroviário deve chegar ao local: A linha 6-Laranja, que em sua primeira fase deve ligar a Brasilândia até a estação São Joaquim. A linha esta sendo construída por meio de uma Parceria Público Privado (PPP) onde é previsto a operação do trecho até 2020.

Continuar lendo

Mobilidade e prioridades no transporte


Estação de Jundiaí #noticiaferroviaria

Na contramão das providências, o governo federal cria estímulos de crédito e isenções para a venda de automóveis, sem
a contrapartida de estradas

Editorial do Jornal Correio Popular de Campinas

A preocupação com os aspectos da mobilidade urbana entrou em todos os discursos atuais, não apenas de candidatos políticos, mas daqueles engajados no propósito de criar situações ajustadas de crescimento. As condições de estradas, ruas e avenidas são deploráveis, a ponto de especialistas anteciparem o caos nos transportes se não forem tomadas urgentes providências. Há um consenso de que a solução mais adequada é o fortalecimento do sistema de transporte público, oferecendo alternativas econômicas e rápidas de locomoção para a população, a exemplo de países mais desenvolvidos.

Matéria relacionada:O Trem como solução para o Estado de São Paulo

Continuar lendo