Trem Regional: Serra Gaúcha espera mobilização política


Trem Regional Serra Gaúcha

O recente anúncio de que a proposta de implantação do trem regional de passageiros ligando as cidades de Londrina e Maringá, no Paraná, receberá recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para elaboração de projetos executivos pareceu, em um primeiro momento, um banho de água fria nas lideranças da Serra Gaúcha envolvidas com o tema. Entretanto, de acordo com o secretário municipal de Gestão Integrada e Mobilidade Urbana, Mauro Moro, o fato de o trecho paranaense ter sido contemplado com recursos federais não deve mudar o planejamento local para que o modal ferroviário entre em funcionamento entre Bento Gonçalves e Caxias do Sul, passando por Farroupilha, Garibaldi e Carlos Barbosa.

Publicada no Diário Oficial da União (DOU) ainda no final de junho, a garantia de financiamento para o projeto batizado como “Trem Pé Vermelho” é resultado da aprovação de um pedido aprovado pelo governo federal ainda em abril de 2012. Mesmo assim, Moro entende que a região serrana ainda se mantém bem posicionada por já ter todos os estudos de viabilidade prontos e, principalmente, debatidos em audiência pública, que ocorreu em Bento em dezembro de 2013.

Na ocasião, o assessor da Diretoria Geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e coordenador dos grupos de trabalho que discutem o assunto, José Queiroz de Oliveira, ressaltou que a região teria prioridade. Como contrapartida, porém, ele cobrou agilidade das prefeituras para pleitear junto à bancada gaúcha na Câmara dos Deputados a inclusão de emendas que destinassem recursos de pelo menos R$ 5 milhões para os projetos executivos. Por enquanto, é exatamente nesta etapa que a iniciativa parou nos trilhos.

Falta, a partir de agora, justamente a mobilização política para que o governo gaúcho insira a reivindicação por verbas de Brasília no Sistema de Convênios (Siconv), processo indispensável que pode transcorrer de forma bastante lenta – primeiro, pela proximidade do período eleitoral, e, na sequência, pela tradicional burocracia no meio público, que fez com que o pedido do Paraná levasse mais de dois anos para ter confirmação. “Para este ano, já não podemos esperar mais nada. Fica tudo para 2015, mas acredito que estamos bem adiantados. Não estou surpreso com a aprovação do recurso para o Paraná, até porque não era algo novo. Precisamos que o próximo governo do Estado tome a frente e faça o mesmo”, destaca Moro.

Os dois projetos

Consideradas as mais adiantadas entre as 14 selecionadas no país, as propostas dos trechos Bento Gonçalves – Caxias do Sul e Londrina – Maringá têm como principal diferença as distâncias que serão abrangidas pelos Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) e, por consequência, variação nos investimentos e no número de cidades contempladas.

A rota gaúcha prevê uma linha principal de 45km, unindo Bento e Caxias, e passando por Farroupilha. Nesse caso, seriam construídos 33km novos de malha ferroviária e aproveitados 12 da atual. Garibaldi e Carlos Barbosa se conectariam ao sistema por um ramal de integração, com outros 15km. Nesse caso, o custo seria de aproximadamente R$ 390 milhões.

O projeto paranaense trabalha com a construção de uma nova ferrovia, com 152km de extensão e tráfego mútuo de cargas e passageiros, ao lado do atual traçado, que já é considerado esgotado. No total, 13 cidades seriam interligadas, ao custo estimado de R$ 700 milhões.

Reportagem: Jorge Bronzato Jr. | SerraNossa

Anúncios

Um comentário sobre “Trem Regional: Serra Gaúcha espera mobilização política

  1. NO FUTURO QUEM SABE, TREM A 500 KM POR HORA, LEVITANDO, SEM BARULHO, ASSISTI NO FECBOOK OS TRENS JAPONESES E ANDEI NOS FRANCESES DE ALTA VELOCIDADE, OS FRANCESES AINDA SÃO MENOS BARARULHENTOS DO QUE OS JAPONESES, A NÃO SER QUE A MATÉRIA DA GRAVAÇÃO SEJA ANTIGA…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s